sábado, outubro 21, 2006

A FOND FAREWELL

Faz hoje três anos que o mundo perdeu um dos melhores jovens singers-songwriters revelados na última década. Vale a pena recordar Elliott Smith através dos seus seis álbuns, desde "Roman Candle", de 1994, até ao derradeiro "From a Basement on the Hill", editado de anos depois, já após a sua morte, até porque dificilmente há música mais apropriada para estes dias outonais. Entretanto fica aqui o vídeo de "Baby Britain":

6 comentários:

Paulo disse...

Lembro-me perfeitamente do dia em que soube que ele tinha morrido. Perdeu-se um grande talento, sem qualquer dúvida. E vem-me à cabeça a cena dos Royal Tenenbaums, em que uma personagem tenta cometer o suicídio numa casa de banho ao som de uma das suas canções... Esse infelizmente profético momento de cinema...

gonn1000 disse...

Não sou fã do Wes Anderson, mas essa cena do filme é mesmo muito boa (provavelmente a melhor). Por aacso estive para colocá-la aqui, só não o fiz porque o vídeo que estava no YouTube não incluía a canção toda.

suzy bannion disse...

Olá
Quem não conhece o trabalho do Elliot Smith, por onde deve começar?

gonn1000 disse...

Não sei bem, talvez pelo "XO", provavelmente o seu melhor disco, ou "Figure 8", que é capaz de ser o mais acessível. Ou então pergunta ao serebelo que ele deve saber :)

Lid disse...

Esse post passou 'em branco' pra mim!! Não tinha visto quando vc o postou... :(
Adoro Elliot Smith. Músicas lindas, voz primorosa e um violão no esitlo que eu gosto. Adoro essa linha meio Nick Drake.

gonn1000 disse...

Mais vale tarde do que nunca :)