sábado, outubro 08, 2005

8

O IndieLisboa marcou ainda Maio de 2005, mês que trouxe Nitin Sawhney e Perry Blake a palcos nacionais. Os novos discos de Moby e dos Chemical Brothers confirmaram-se como duas das decepções do ano, à semelhança de "Uma Casa no Fim do Mundo", filme que adapta o livro homónimo de Michael Cunningham. E os domínios televisivos tornaram-se mais estimulantes devido a duas recomendáveis séries. Aproveitei ainda para pensar acerca de Me, Myself and I.

2 comentários:

S0LO disse...

E que saudades do Indie! Já começava era outro :P!

Abraços =)

gonn1000 disse...

Pois é, mas tens aí a Festa do Cinema Francês e o DocLisboa, agora...