segunda-feira, agosto 21, 2006

WHAT IF THE SILENCE LET YOU DREAM?

Não é um disco de Verão, longe disso, mas para ouvir numa noite de insónias quando se fica ligeiramente deprimido por ter de acordar na madrugada do dia a seguir, é o ideal. Refiro-me a este álbum, quanto a mim a obra-prima dos Smashing Pumpkins (opinião pouco consensual, eu sei), que voltei a redescobrir ontem e confirmou-se novamente como um dos discos da minha vida.
Será que Billy e restante banda ainda são capazes de nos dar canções do nível de "Appels + Oranges", "Blank Page", "Crestfallen", "Pug" ou "Daphne Descends" no seu novo álbum? Eu gostava de acreditar que sim...

The Smashing Pumpkins - "Daphne Descends"

17 comentários:

Francisco Mendes disse...

Era bom o regresso era...

Quanto ao "Adore"... Obra-Prima soturna.

gonn1000 disse...

Regresso irá haver, agora se será bom...
"Obra-prima" e "soturno" assentam bem ao "Adore", sim :)

FDV disse...

tenho sérias dúvidas.

cumprimentos.

gonn1000 disse...

Também eu, mas nunca se sabe... Espero que seja melhor do que o dos Zwan :S

Ahsonnutli disse...

Depois do Adore, o Billy Corgan ainda tera' de fazer mais qualquer coisa para me voltar a surpreender pela positiva... Dispenso Machinas e Zwans...

Dentro do Adore, For Martha (a melancolia...) e To Sheila (a melhor musica do mundo para acordar lentamente) fazem com que este esteja no meu top de albuns de TSP...

De futuro veremos... mas se a quimica ja' funcionou algumas vezes, porque nao esperar para ver antes de atirar pedras?

Abco.

gonn1000 disse...

Ainda gostei dos "Machina" (mais do 1º), há lá coisas muito boas como "Raindrops + Sunshowers" ou "I of the Morning".
Concordo com a descrição para a "To Sheila" e sim, espero que o regresso valha a pena.

Spaceboy disse...

Não concordo que seja a obra-prima dos Pumpkins (esse é o "Mellon Collie" claro), mas gosto muito do disco também. No entanto, não vejo com bons olhos este regresso, preferia que fosse só uma digressão, até porque quem está a produzir o disco é o mesmo produtor de Queen, Darkness,o que mete medo...Mas o Billy só faz o quer e bem lhe apetece, por isso...

gonn1000 disse...

O melhor é esperar para ver, acho que os Pumpkins não fizeram nenhum mau disco, talvez mantenham a tendência (mas Darkness, pois...).

Spaceboy disse...

Epá, os Machinas não são lá grande coisa..têm algumas canções boas, mas nem são assim tantas...infelizmente.

gonn1000 disse...

Não são do melhor que a banda fez, mas não os acho tão maus como alguns os pintam.

myself disse...

O "adore" a obra prima?!?!
Gonn, camarada...acho que já tivemos esta discussão...

gonn1000 disse...

Eheh pois já, mas nem quero lembrar-me da classificação que deste aos "Machina" e ao álbum do Billy a solo :S

Turat Bartoli disse...

Quando a li(no cotonete), não tive dúvidas: é a notícia do ano(!!!). And it comes down to this: não acredito muito que seja tão bom como o Adore(a sua obra-prima, claro, mas também a obra-prima da música americana), mas também não me passa pela cabeça que venha desilusão. E já agora, considero o Machina(the machines of god) 1 disco que ganha muito com muitas audições, sejam n1 curto espaço de tempo, sejam intermitentes. Eu cá sinto que gosto cada vez mais dele. "Stand Inside Your Love", "Try,Try,Try", etc.. são momentos cuja qualidade não me importava de encontrar neste anunciado. E sim, é verdade que os Zwan devem ter sido a coisa + fraca em que o Billy se meteu, mas mesmo assim não consigo considerá-los má música, mas sim decepcionante, tendo em conta o excelso génio do rapaz. Dito isto, reitero a minha sensação de não estar nada à espera de desilusão(PLEASE!!!..:)

gonn1000 disse...

Bem, considerar "Adore" a obra-prima da música americana já acho um pouco excessivo, embora goste muito do disco LOL
E sim, se o novo disco estiver, pelo menos, ao nível de "MACHINA: The Machines of God" também já não me queixo, já que não acho esse álbum nada mau, mas se o nível subir até ao de um "Siamese Dream" ou "Adore", tanto melhor (não que espere tanto, mas não custa ser optimista).

O Puto disse...

Estes regressos assustam-me um bocado. Então com o produtor escolhido...
O maior, para mim, é o "Mellon Collie...", em qualidade, quantidade e diversidade.

gonn1000 disse...

Concordo que "Mellon Collie" foi o maior em quantidade e diversidade, mas na qualidade não é tão consistente como o "Adore", tem algumas canções dispensáveis.

Anónimo disse...

Simmm, o Adore é o melhor album dos Pumpkins sem dúvida! É a melhor fase musicalmente e até mesmo esteticamente! Mas ainda não achei ninguém aqui no Brasil que concordasse comigo =(