quinta-feira, janeiro 25, 2007

ESTREIA DA SEMANA: "DIAMANTE DE SANGUE"

Misto de drama e aventura tendo como pano de fundo o tráfico de diamantes na Serra Leoa, "Diamante de Sangue" (Blood Diamond) é a mais recente proposta do habitualmente competente Edward Zwick, realizador de "O Último Samurai", "Coragem Debaixo de Fogo" ou (de alguns episódios) da série televisiva "Começar de Novo".
Ainda não será desta que Zwick vai para a lista dos indispensáveis, mas o seu novo filme é uma das boas estreias deste início de ano, e embora se sustente num argumento demasiado convencional é mais uma oportunidade para confirmar o talento interpretativo de um Leonardo DiCaprio que tem surpreendido (confirme-se, por exemplo, em "The Departed: Entre Inimigos"). Djimon Hounsou e Jennifer Connelly são outros nomes do elenco de um título a ver.

Outras estreias:

"À Beira do Precipício", de Kim Rosi Stuart
"Contado Ninguém Acredita", de Marc Foster
"O Escolhido", de Neil LaBute

14 comentários:

Anónimo disse...

já tive oportunidade de ver o Blood Diamond e úm bom se não muito bom filme de aventura e drama. um excelente começo para este ano----

gonn1000 disse...

Também gostei, não achei brilhante mas recomendo.

_Loot_ disse...

Estou curioso sobre o blood diamond mais por causa do Di Caprio ele foi nomeado ao óscar por este filme e não pelo departed. E no departed ele está brilhante.
Já agora last samurai ou lendas de paixão?

gonn1000 disse...

Aqui o DiCaprio talvez esteja um pouco abaixo do que no "The Departed", mas mesmo assim está muito bem e quase carrega o filme às costas.
Não vi "Lendas de Paixão", do "Último Samurai" gostei moderadamente.

_Loot_ disse...

Entre os dois prefiro o Lendas de Paixão quanto ao Last Samurai concordo contigo.

gonn1000 disse...

Tenho de ver esse um dia destes, então. Fica bem.

Andreia Monteiro disse...

Lendas de Paixão é um grande filme e Brad Pitt, o protagonista (Tristan) tem, para mim, um estatuto muito semelhante ao de Di Caprio, já que ambos são meninos "bonitos" com muitíssimo talento. Zwick soube descobri-los no seu âmago.

Quanto a Blood Diamond, acabei de ver o filme e ainda me sinto em coma psicológico - talvez por isso o meu comentário vá parecer demasiado emotivo, mas...FUCK, que filme!
Um murro no estômago, e dado com força. Quanto a mim, o único dos filmes deste ano que poderia ganhar um Óscar...mas é demasiado forte, certo? Ainda se iniciava uma vigilância apertada aos diamantes "sujos" espalhados pela Europa e EUA, e não convém nada...

Devastador. 10/10

gonn1000 disse...

10/10?? Isso é a nota que dás ao Leonardo, não? :P
Gostei do filme, mas achei-o algo decepcionante, não me parece que seja assim tão forte, sobretudo com aquele final que estraga muito o efeito de algumas cenas anteriores. Mas em breve coloco aqui um post mais desenvolvido...

Andreia disse...

Bah...és um insensível...este filme é uma bomba! E quanto ao Leonardo, dava-lhe 7/10 (neste filme, e falando do sex-appeal). Quanto à sua interpretação, como de resto à de Djimon Hounsou, dava 10.

gonn1000 disse...

A interpretação do Djimon não me convenceu muito, se bem que a personagem dele também era menos interessante do que a do DiCaprio.

Andreia disse...

O personagem do Djimon Hounsou pode ser mais básico (afinal, as histórias reais também se fazem com gente básica e humilde, ou não??), mas quanto a mim ele é bem competente no que faz. Parece-me que o que não gostaste foi da carga dramática do filme em geral, mas é difícil fazer um filme indie a partir de um tema tão real, não concordas? Também gosto de filmes complexos e originais, mas confesso que este me cativou pelo realismo emocional e pelas interpretações genuínas...mesmo que o argumento não seja uma obra-prima de originalidade, acho que foi bem adaptado à realidade que se quer focar. No seu conjunto, este é um filme de acção (género do qual não sou particularmente fã) que é também drama intenso e thriller, que não se fica pelos domínios do previsível em momentos importantes e que, acima de tudo, toca em feridas que realmente existem, sem nunca perder o ritmo ou desapontar...na minha humilde opinião. Às vezes a realidade não é tão poética e metafísica como gostamos de pensar e ver...

Fica bem...e ficamos por aqui no diálogo?! :)

gonn1000 disse...

Sim, o Djimon Hounsou é competente, mas não acho a personagem tão interessante como a do DiCaprio, não por ser humilde mas estereotipada.
E o problema nem foi tanto a carga dramática em si, antes o final demasiado bem-comportado e convencionalíssimo que desaproveita o impacto que o filme poderia ter (e que tem noutros momentos mais realistas).
E sim, acho que a conversa pode ficar por aqui, depois falamos ;)

helder beja disse...

acabo de ver o filme no cinema. ainda a quente, apenas posso dizer que di caprio está soberbo.
quanto ao restante, é deixar assentar a poeira. amanhã direi de minha justiça ;)
cumprimentos.

gonn1000 disse...

Sim, o DiCaprio é o melhor do filme, mereceu a nomeação para os Óscares. Cumprimentos.