segunda-feira, julho 30, 2007

PRODUTO DO BOM

Neste caso, "Erva" (ou Weeds, no original), série que estreou discretamente na RTP2 na segunda-feira passada. Mantendo um bom equilíbrio entre drama e comédia, segue o dia-a-dia de uma mãe que, depois de ficar viúva, encontra no tráfico de marijuana a mais próspera forma de subsistência, actividade que contudo lhe traz alguns problemas de consciência e não só.
Com um olhar mais cru e seco sobre os subúrbios norte-americanos do que a comparável "Donas de Casa Desesperadas", "Erva" começou bem, com dois episódios marcados por uma escrita perspicaz e sem rodeios e um elenco em forma que inclui Mary-Louise Parker ou Elisabeth Perkins. Parece ser série a acompanhar, com mais dois episódios emitidos hoje pelas 22h40, e corre o risco de causar vício.

12 comentários:

Nelson Magina Pereira disse...

Coincidência, também eu alertei para esta série. Sem duvida um retracto bem mais interessante que Donas de casa desesperadas. E sim, vicia.

Cumprimentos

gonn1000 disse...

Olha, pois foi, e ainda bem. Acho que as Donas de Casa arrancaram melhor, mesmo assim, embora na terceiratemporada acusem já algum desgaste. É esperara para ver...

Fica bem :)

Randomsailor disse...

Já causou! :P

Stay well

gonn1000 disse...

You junkie... (tv junkie :P)

Dark Electronic disse...

Já vi a primeira season toda, e recomendo ;)

gonn1000 disse...

Lá chegarei, lá chegarei :)

catarina disse...

Já vi a primeira season toda. Prefiro Desperate Housewives.

gonn1000 disse...

Quando acabar esta, logo vejo quem ganha na comparação.

Dark Electronic disse...

Ai 'Desperate Housewifes' melhor que Weeds? =x

gonn1000 disse...

Gostei bastante das "Desperate" no início, mas na terceira temporada já pouco surpreendem - embora continue a ver. Se é melhor ou pior que "Weeds", logo direi.

Anónimo disse...

Série GENIAL, arranjaram-me as 2 seasons no início do ano e só fiquei triste pq não há mais...

Definitivamente não é para crianças, cuidado com os pequenos lá por casa...

gonn1000 disse...

Espero vir a concordar, até agora tenho gostado mas não tanto. Daqui a uns tempos confiro.